quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Dois meses e um pouco

Este post era pra marcar exatamente nosso segundo mês em terras geladas, mas a correria é tão grande que passou e não consegui atualizar.

Quero começar dizendo que tenho pensado muito sobre nossa imigração. Olho pra trás e, apesar de não ter dúvidas de que tomamos a decisão certa, vejo como é uma decisão que implica em tantas mudanças.
Sem dúvida, vivemos num lugar que sempre quisemos, com um pouco mais de dignidade, de segurança de oportunidades entre outras.
mas não é fácil. Pra entrar neste processo tem que estar disposto a mudanças, a algumas vezes descer degraus. Tem que ter humildade pra aceitar ajuda. Pra trabalhar em lugares que antes não eram cogitados. Tudo em prol de se desenvolver o inglês, ter a experiência canadense e, princialmente, ganhar dindin. Afinal, as contas vêm todo mês!

Mas, você pode dizer:"ah, sei disso tudo!
Digo que, eu também sabia disso, mas viver na pele o desafio diário, é bem diferente.

Digo que já chorei de saudade dos que ficaram. Já chorei de tristeza quando deixei Mirela no Day care preocupada com sua comunicação. Chorei de alegria por nossos amigos que nos receberam tão bem. De novo chorei de alegria quando consegui meu trabalho. Quando a bolsa de estudo saiu pro Wagner. Quando vi a neve pela primeira vez. E a cada conquista me emociono. Sei que tudo isso vem de Deus e Ele que nos fortalece.

É interessante, que apesar de se passarem apenas dois meses, temos a sensação de que se passou 1 ano. O dia passa rápido. Não sei se é porque às 4h já começa a escurecer. Tenho a impressão que o dia terminou.

Nestes dois meses, que parecem 1 ano, muitas coisas se sucederam por aqui:

*Chegamos em kamloops, cidade que namoramos muito no Brasil e já tínhamos casa e carro.
*O Wagner começou a trabalhar na Tim Hortons. É isso aí, porque na área dele, tem que voltar pra Universidade pra atuar. Então está estudando, trabalhando pra chegar lá. Força meu amor!
*Comecei a estudar no Immigrant services. Fiz muitos amigos ali e Wagner e eu fomos muito ajudados por estes.
*Conheci pessoas no curso maravilhosas, em sua maioria, asiáticos.
*Fiz um esforço gigantesco para entender o inglês destes colegas.
*Aceitei ser corrigida por alguns deles.
*Passamos o dia de ação de graças com canadenses e foi muito bom. Ao contrário do que dizem, são muito amigáveis e espontâneos.
*Experimentei e adorei Chilli.
* Ganhei um café na Starbucks dos meus queridos amigos Igor e Débora. Adorei!
*Fui muitas vezes às minhas lojas preferidas: Dolorama, em primeiro lugar rsss, Valeyvillage usados, tudo de bom. E, subindo um pouquinho de nível, mas só comprando promoções, Zellers e Winners (Ah, sem a Débora não será a mesma coisa snif)
*Falando em promoçoes, comprei minhas primeiras coisinhas da Tommy, Rockers e Victória Secrets, tudinho na promoção. Nem acreditei rs.
*Vi os primeiros mendigos da cidade e fique espantada em vê-los dividindo quase a mesa comigo numa lanchonete.
*Peguei o ônibus, vazioooo e sem trocador. Você põe as moedas e pronto, ninguém fica contando.
*Vi muitas pessoas especiais em carrinhos se virando sozinhas pela cidade. Bom exemplo!
*Tive meu pé rachado, meus lábios ressecados e meu nariz ameaçando sangrar por conta do ar seco.
*Percebi que aqui, serviços de saúde não são tão rápidos como no Brasil.
*Não vejo mais assassinatos, nem tragédias com tanta frequência na televisão. Aliás, ainda não vi.
*Comecei a trabalhar e, por isso, agora acordo às 6:30h, levo Mirela pro Daycare às 7h, vou pra escola e de lá vou pro trabalho. Chego às 9h. Vou dormir pedindo a Deus pra duplicar minhas horas de sono rs.
*Fiz moqueca pseudo-capixaba para os amigos canadenses e brasileiros que não conheciam. Pseudo porque a panela era de barro, mas o peixe, até hoje não sei qual era rs. mas todos gostaram rs.
*Fiz canjiquinha à moda mineira, usando a da Débora. Todos comeram, inclusive o Wagner que não gostava. rs Eita tempero canadense rs. (Saudade da minha sogrinha rs)
*Vi crianças comendo cenourinha, brócolis e couve-flor tudo cru, com um sorriso nos lábios.
*Vi e vejo o dia demorar a clariar e escurecer tão rápido.
*Conheci pessoas, assim do nada, sentada na lanchonete ou esperando o ônibus. Assim, só de puxar conversa.
*Torci para não me pararem na rua e pedir informção. Torci para não puxarm conversa comigo. Mas, ao contrário, parecia que levava uma faixa na testa dizendo: fale comigo rs.
*Decorei a árvore de Natal que já tem presente, que só serão abertos dia 25. ô tortura rs. (Com exceção de Débora e Hannah).
*Disse que quero um Natal como em esqueceram de mim, mas sem ser esquecida, claro rs.
* Sei, agora, que pinheiro pintado de branco só faz sentido mesmo e terras geladas, ao vivo.
* Comecei a trabalhar depois que vi um anúncio num site e enviei meu resume. Detalhe o contratante fala espanhol e, por isso me contratou. Deus é bom!
*Ouvi Mirela dizer frases como: thank you so much. What's your name? e fiquei toda boba rs
*Vi Débora e Hannah indo pro Brasil e já fazendo falta. Deus as abençoe.
*Vi Igor passar mal de saudade em menos de 12h da viagem de suas meninas. E dá-lhe Bicarbonato de sódio rs.

*Vi e vejo a cada novo dia os milagres de Deus e percebo como é bom deixá-lo conduzir minha vida e minha família.

Enfim, muita coisa aconteceu e sei que o capítulo desta história apenas começou. Sei que muitos fatos ain da acontecerão e não espero que as coisas sejam tão fáceis. Mas, uma coisa eu espero: a vitória. Porque Aquele que começou a boa obra é fiel pra cumpri-la.
Thanks God.

Abraços a todos,
Gisa

11 comentários:

Dani e CM disse...

Quanta coisa boa!
Fico feliz em saber que esta tudo bem, a gente gostou que sód e Kamloops das 2x que passamos ai.
Bom saber que as coisas estão entrando nos eixos, que no início parece difícil mas com fé as portas vão se abrindo...
Em breve será a nossa vez, mas em Calgary...de correr atras das coisas, pois no nosso caso não somos da area de informática o que 'complica' um pouco mais...


Tudo de bom

Danielle

s disse...

Gisa que depoimento lindo!!
Tomara que nós possamos falar o mesmo depois de um tempo estando em Van.
[ ]'s
Saulo e Vivi

Karlson disse...

Poxa Gisa, que depoimento lindo!

Espero que o que o leiam, prestem bastante atenção nas dificuldades relatadas por você.

O início aqui é realmente duro. Nem na hora de comprar a comida é fácil, porque não sabemos o que gostamos.

Sucesso pra vocês...

César, Valéria, Lara e Anaclara disse...

Essa humildade de vocês é que tem impulsionado essas conquistas e alegrias. Parabéns.

E a vida segue...

2much-ice disse...

Gisa minha amiga,

Esse post foi o mais emocionante, do semeando. Confesso que estava sentndo falta de um depoimento com o peito aberto sabe? Vc superou as minhas expectativas.
Ao mesmo tempo estou muito feliz em ver a vitória de vcs. Sim, digo vitória porque poucas pessoas dariam a cara a tapa assim. Tamanha coragem e companheirismo entre vcs. Parabéns, eu sempre soube que seriam vencedores.
Quero desejar tudo de bom e que as coisas continuem fluindo.
Com certeza o post de 6 meses será emocionante tão quanto.

grande bj em vcs
Ninha e Do

Fernando e Silvia disse...

Oi família, muita força nesse recomeço. Sei que vão colher os frutos em breve. Um grande abraço pra vocês!
Silvia

Sua vontade disse...

Oi Guerreira,

Bom saber noticias de vcs. O nosso bondoso Deus esta contigo e renovara as suas forças e consolara seu coraçao sempre.
Fico feliz por saber q as coisas estao andando por ai.
Que Deus continue abençoando vcs.

Abraçao, Neuzinha

Poly disse...

Ainda antes que houvesse dia,Eu sou;E niguem há que possa fazer escapar das minhas mãos;Operando eu ,quem impedirá?
(Isaias 43.13)
Gisa nós te amamos e desejamos tudo de bom e que Deus te abençoe vc e sua familia!bjs da sua Irmã e Familia que te ama muito!

Anônimo disse...

OIiiii Jararacazinha, ta com saudade da cascavel aqui eh? kkkkkk POis eh lindo depoimento mesmo, emocao em cada palavra, diga ai, eh a saudade dagente eh, que faz essas coisas fluirem? Tambem estamos com saudades e Hannah entao, ta com a saudade grandona da Mirela, se ela falasse com certeza perguntava. To aqui aproveitando muitao cada minuto, tomei agua de coco com os olhos feichado deixando a brisa do mar tb me relaxar, mas to com saudade do friozinho dai! POis bem, muitas felicidades nesse ano q se inicia. Xeraoooooooo

Marilena disse...

Olá Gisa,
hoje nós fomos à casa de um amigo brasileiro que ja mora por aqui há 10 anos. A história dele e da esposa é linda e vou até pedir autorização para conta-la no blog. O inicio deles foi muito sacrificado e há dez anos atras eu tenho certeza que muito mais dificil que o nosso, mas com perseverança, muito trabalho e humildade ele venceu e hj se emociona quando chega em Toronto de avião e vê a CN Tower (ponto turistico de Toronto).
Adoro ver a sua história e ve-los subindo degrau por degrau. Muitas lagrimas ainda vão rolar mas eu tenho certeza que a maioria delas serão de alegria.
Estamso aqui já há 8 meses e eu tenho a sensação que já faz 2 anos. Tudo o que passamos no inicio parece que faz parte de um passado distante. São muitas coisas a fazer e muitas emoções o tempo todo, né, mas tenho certeza de que vcs estão no caminho certo.

um beijo

Casão disse...

Olá Gisa.

Nossa, faz muuuito tempo que não via o blog de vocês. Caramba, que depoimento bonito! Fiquei emocionado. Muito obrigado por compartilhar tudo isso. Ainda estou esperando o pedido de exames médicos mas nunca deixo de pensar em como vai ser quando chegar a hora. Como vai ser deixar de estar presente no dia-a-dia de minha família. Como e quando vou poder rever meus pais de novo sem ser numa telinha de Skype ou MSN. Isso é o que mais me aflige. E o seu post fala muito sobre isso, o acaba sendo de alguma forma reconfortante. Por isso, muito obrigado e que Deus abençoe vocês e continue lhes dando forças pra superar as dificuldades.

P.S.: Tenho um blog que está bem desatualizado, mas se quiser dar uma olhada, é o http://suandofrio.wordpress.com.

Abração.